Governo deve anunciar reajuste de preços dos remédios nesta quinta

O governo federal deve autorizar nesta quinta-feira (31) o reajuste no preço dos medicamentos. A estimativa da indústria farmacêutica é que a alta seja de até 12,5%. Segundo o R7, se o índice se confirmar, será a primeira vez em uma década que remédios subirão mais do que a inflação (10,76%).

A Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) divulgou a estimativa no mês passado e o último dia de março é a data em que, tradicionalmente, o reajuste dos valores dos remédios é autorizado.

O Ministério da Saúde afirmou, na quarta-feira (30) que a autorização provavelmente sairia nesta quinta, com validade já a partir da publicação.

Para chegar ao percentual, o Ministério lconsidera o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), a produtividade da indústria, o câmbio e o preço da energia elétrica, além de outros fatores. O diretor executivo da Abradilan (Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos), Geraldo Monteiro, estima que o reajuste deve chegar às prateleiras das farmácias em até 15 dias.

“À medida que os medicamentos forem distribuídos com preço maior, deve haver reajuste. Em alguns casos, isso já pode ocorrer no primeiro dia. Mas, em geral, para atingir a maioria dos produtos, demora cerca de duas semanas”, explica Monteiro, criticando o fato de o reajuste não ter sido divulgado antes.

A provável alta é fruto da crise econômica, afirmou Antônio Britto, presidente-executivo da Interfarma. “O cálculo do governo mostra com clareza que até a indústria farmacêutica, normalmente menos prejudicada por crises econômicas, está sendo atingida pelo momento difícil que o Brasil enfrenta”.

 

Fonte:estadao

Print Friendly
Pinterest